4 hábitos de longevidade com saúde pelo mundo





Comer melhor, descansar bem e movimentar o corpo são hábitos que garantem a longevidade com saúde, aumentando a sua expectativa de vida. Mas, quais são os hábitos de longevidade pelo mundo?

Neste artigo citaremos alguns hábitos de longevidade especialmente do Japão e da saúde chinesa.

Hábitos de longevidade com saúde pelo mundo

O Japão é um dos países que tem maior expectativa de vida com uma média de 80 anos para homens e 87 anos para as mulheres, e é uma das nações que mais envelhecem em todo o mundo. Devido à baixa natalidade, o Japão tem um cenário onde um quarto de sua população tem idade superior a 65 anos..

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2014 foram registrados 59 mil pessoas centenárias, sendo 87% mulheres, um novo recorde relacionado à longevidade da população japonesa.

Os hábitos de longevidade japonesa são:

 

  • Equilíbrio nutricional

Uma das principais razões atribuídas à longevidade japonesa é a dieta pobre em sal e rica em vegetais ricos em fibras e antioxidantes, que previnem várias doenças assim como problemas cardíacos, obesidade e alguns tipos de câncer. As refeições japonesas têm como base o arroz (fonte de carboidratos), vegetais (fonte de vitamina e minerais) e peixe (grande fonte de proteína).

Além disso, a maioria das refeições contém baixo valor calórico e teor de gordura, fatores que contribuem para a longevidade com saúde. Os japoneses também consomem algas, ricas em fontes de minerais, soja e derivados, ricos em flavonoides, que combatem o colesterol ruim e a osteoporose. A dieta japonesa é rica em vitamina E que promove a saúde mental e combate a demência e outras doenças senis.





 

  • Tomar chá-verde

Essa bebida está associada à longevidade com saúde, está repleto de antioxidantes que combatem radicais livres (que provocam o envelhecimento das células) e também agentes cancerígenos. Por ser uma rica fonte de flavonoides, o consumo regular do chá-verde reduz o risco de derrames. Já a cafeína presente em sua composição favorece a saúde mental em geral, desde que seja utilizada com cautela.

O chá-verde também aumenta a imunidade e auxilia na desintoxicação do fígado, ajuda na melhora da digestão e reduz as taxas de colesterol, glicemia e triglicérides do sangue. É um dos maiores responsáveis pela baixa taxa de obesidade no Japão, pois ele é consumido em larga escala, o que provoca o aumento do metabolismo.

 

  • Hara hachi bu

Embora os japoneses não desperdicem arroz, em geral eles costumam ser muito moderados nas refeições. A maioria deles, incluindo okinawanos, usam a técnica do hara hachi bu, onde consiste em parar de comer quando estiver 80% satisfeito e não até “a barriga estufar”.  Segundo estudos, o nosso cérebro demora 20 minutos para registrar que o estômago está cheio.

Quando estamos com muita fome, acabamos comendo muito mais do que devemos. O segredo é diminuir a ingestão de calorias diárias, comendo bem devagar, e utilizar a estratégia do hara hachi bu. Segundo os especialistas em nutrição, essa técnica beneficia a saúde e ajuda a prolongar a vida.

 

  • Hábitos de longevidade com saúde chinesa

Há um livro publicado na China afirmando o segredo da longevidade e que está nos hábitos. Uma vida cheia de saúde aumenta até 60% a expectativa de vida de uma pessoa. Entre os centenários da China, a maioria tem temperamento alegre, são amáveis com os outros, realizam exercícios regularmente e são exigentes com a alimentação. Além de tudo, dormem bem, consomem relativamente pouca quantidade de álcool, não fumam e tem uma vida familiar harmoniosa.

O segredo de Pan Zhiyong, de 105 anos de idade, por exemplo, é praticar atividades com regularidade. Ele caminha mais de dois quilômetros por dia desde que se aposentou. A previsão é de que até 2050 a China tenha mais de 40 milhões de pessoas com mais de 60 anos, o que representaria um quinto dos idosos no mundo inteiro.

Esses são os hábitos de longevidade com saúde pelo mundo.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e continue com o nosso blog!





Autor: RhuanFlavio

Compartilhe este artigo no