6 benefícios do aleitamento para a saúde infantil





A amamentação não é apenas uma questão de saúde infantil, ela é considerada como um momento único que possui diversos benefícios, onde ocorre um processo de conhecimento recíproco e estabelece bases para uma relação saudável e emocional aberta entre mãe e filho. Mas, quais são os benefícios do aleitamento para a saúde infantil? Nesse artigo falaremos sobre esses benefícios!

Quais são os benefícios do aleitamento para a saúde infantil?

Abaixo listamos os benefícios que o aleitamento traz para a saúde infantil. Veja:

 

  • Fortalece a imunidade

O aleitamento possui um papel muito importante na imunidade dos bebês, pois ele possui células de defesa e fatores anti-infecciosos que são capazes de proteger o organismo do bebê. As infecções mais comuns dentro dos primeiros seis meses, como a otite, atingem menos as crianças que são amamentadas.

 

  • Desenvolve e fortalece a arcada dentária

O movimento da amamentação é perfeito para a dentição e para a fala do bebê, pois ocorre o desenvolvimento dos ossos da face e do crânio, fazendo com que os dentes se encaixem da maneira adequada. O aleitamento também estimula o desenvolvimento da musculatura da face e da boca, o que futuramente refletirá na fala, deglutição, respiração e mastigação.





 

  • Auxilia no desenvolvimento mental

Um estudo foi feito com 12 mil bebês e publicado no The Journal of Pediatrics revelou que crianças amamentadas desenvolvem mais rápido o cérebro, apresentando um melhor desempenho de raciocínio e vocabulário. A gordura presente no leite materno é formada por ácidos graxos poli-insaturados que são responsáveis pela formação dos neurônios da criança e que favorece as sinapses nervosas.

 

  • Auxilia no crescimento de prematuros

Quanto mais prematuro é o bebê, mais imaturo é o sistema digestivo e maior a probabilidade de desenvolver alergias. Os bancos de leite existentes são especialmente para o desenvolvimento de bebês prematuros. O prematuro precisa dos nutrientes do leite materno, pois ele ajuda a desenvolver melhor os sistemas.

 

  • Combate a anemia

O leite materno tem muito mais ferro e pequenas concentrações de cálcio se comparado com o leite de vaca, que não possui ferro suficiente para o bebê, sendo necessária a suplementação. Já o cálcio em abundância em outros leites pode inibir a absorção de ferro, reduzindo ainda mais a presença do nutriente no organismo do bebê resultando em anemia ferropriva. A presença de ferro no leite materno reduz com o tempo por um processo natural, como se fosse preparar o bebê para a alimentação. A partir dos seis meses, é necessário introduzir alimentos ricos em ferro, assim como as carnes, na dieta da criança. Como um bebê não sabe mastigar, é preciso colocar carne na sopa e servir apenas o caldo.

 

  • Ajuda a prevenir doenças futuras

Ao utilizar a mamadeira para alimentar o seu filho, você está retirando a primeira parte da digestão do alimento que fica na boca. A mamadeira faz com que o leite vá direto para a garganta e isso compromete o processo digestivo e de saciedade. Isso fará com que o bebê coma mais do que o necessário e tenha predisposição ao acúmulo de gordura. Mesmo o leite materno, quando é colocado na mamadeira, pode favorecer esses problemas. Além disso, a quantidade de sódio, magnésio, proteínas e potássio presentes nos outros leites é maior do que no leite materno, o que pode sobrecarregar o sistema da criança podendo causar alterações no processo da digestão e favorecendo o surgimento de doenças futuras, assim como diabetes, hipertensão, síndrome metabólica e doença celíaca. O leite materno ajuda a prevenir essas doenças.

Esses são os benefícios que o aleitamento pode oferecer para a saúde infantil. Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e continue com o nosso blog!





Autor: RhuanFlavio

Compartilhe este artigo no